terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Baú do Tesouro: Natal nas Montanhas

por
Macgaren

Dezembro de 1947, era lançada a edição número 178 da revista Americana One Shot (também conhecida como Four Color). Que entraria para a história dos quadrinhos. O que ela teve de especial? Continuem lendo.


ENTÃO É NATAL…

E para variar, o Pato Donald está sem dinheiro, e a família Pato estava condenada a passar um Natal em casa, sem presentes e nem o que comer..É quando entra em cena o Tio Patinhas, que convida os sobrinhos para passarem o Natal em sua cabana nas montanhas, com tudo pago.
Os quatro patos, claro, desconfiam de tamanha generosidade do Tio Milionário, que a muito tempo se mantinha afastado do convívio com as pessoas,ficando isolado em sua imensa mansão.
Mas como a cavalo dado não se olham os dentes, Donald e os sobrinhos aceitam o “presente”, e partem para a cabana.


Mas o que estaria por trás dessa generosidade súbita do Pão Duro? Simples, ele queria testar a coragem de seus futuros herdeiros,e também se divertir um pouco .O plano incluía Usar uma fantasia de Urso entrar na cabana, e ver o quão corajoso os sobrinhos podiam ser.
Mas os planos dão errados quando uma nevasca bloqueia as estradas e o carro do milionário fica impedido de chegar à cabana. Adiando, para o dia seguinte, o “teste de Coragem”.
 Mas na cabana, as coisas não são fáceis, já que durante a noite, uma Mamãe Urso, acompanhada de seu filhote aparecem, causando muita confusão (para desespero de um apavorado Donald).

  

 Donald, ao tentar amarrar a Ursa que adormeceu perto da lareira, acaba desmaiando em seus braços. é nesse momento que o Patinhas chega e ao ver o sobrinho “dormindo tranquilamente” nos braços de um feroz Urso, se convence de sua coragem e desiste de aplicar o teste.

No dia seguinte, os patos recebem uma carta do Tio, convidando-os para a ceia de Natal na Mansão do milionário.

 POR QUE É CLÁSSICO?
Mas o que esta história tem de especial? Já que à primeira vista, é uma história comum, como dezenas de outras estreladas Pelos patos? Ora, é que é nesta historia que o Tio Patinhas faz sua primeira aparição.
O Pato Pão Duro, patriarca da Família Pato, no início, como mencionado, tem aversão à bobagens natalinas, preferindo ficar solitário, do que a companhia da família. Mas aos poucos, foi mudando... continua pão duro, mas mesmo que não admita, dá muito valor ao sobrinho Donald e seus três sobrinhos Netos Huguinho Zezinho e Luisinho.
Logo de saída, Carl Barks, seu criador, percebeu que aquele personagem que deveria aparecer apenas nesta história, tinha potencial para mais. E aos poucos, foi tornando-o mais presente nas histórias do Donald até ter ele próprio revista própria, onde Barks foi, pouco a pouco, moldando sua personalidade, dando-lhe um passado com histórias que remetiam à grande corrida do ouro, no início do século, onde o Pato fez fortuna.
SOU PATINHAS MACPATO
No último capítulo, da “Saga do Tio Patinhas”, Obra máxima do roteirista e desenhista Keno Don Rosa, considerado por muitos como o sucessor de Barks, os patos retornam àquela noite de Natal nas Montanhas. Don Rosa encaixa este último capítulo entre a penúltima e última página da história. 
Aproveitando-se do fato dos patos não encontrarem “bico a bico” o tio milionário durante aquela história, Don Rosa aproveita o momento em que Donald e os sobrinhos chegam na mansão para a Ceia de Natal para fazer as apresentações formais entre os personagens. Num momento que ficou na memória dos fãs. (logo vou falar sobre essa saga completa aqui).
 “Natal Nas Montanhas” Teve diversas publicações no Brasil, sendo a mais recente no 10º número da coleção “O Melhor da Disney: As Obras Completas de Carl Barks”. Leitura obrigatória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.