quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Da Prensa: Homem-Aranha 120

por
Macgaren

Caçada Sinistra

Mais uma saga do Homem-Aranha chegou ao fim e com isso a volta de um dos mais tradicionais inimigos do herói é uma realidade. E agora?

Antes de continuar saiba que vou soltar Spoilers sem dó! Leia por sua conta e risco.



Houve uma época em que dava gosto ler uma história do Homem-Aranha. Histórias que fazia ficarmos ansiosos para que o próximo Mês chegasse logo para poder continuar a leitura. Algumas histórias se destacavam naturalmente pela sua qualidade e são lembradas até hoje como clássicos. Um grande exemplo disso é " A última Caçada de Kraven(Clique para ver o post sobre a história lá no Clarim) que trouxe o confronto derradeiro entre Aracnídeo e o Caçador.

O tempo passou, as histórias decaíram. "Morrer" perdeu o sentido nas histórias em quadrinhos; Incontáveis personagens foram e voltaram do além túmulo. Mas Kraven permanecia entre as exceções. Por mais medíocres que fossem os roteiristas o bom senso acabava falando mais alto e toda tentativa de trazer o personagem de volta resultava em alguma saída que acabava por deixá-lo morto. Foi com essa esperança que resolvi dar uma chance à chamada "CagCaçada Sinistra"...Se arrependimento matasse, eu não estaria escrevendo essas linhas agora.


A tal Caçada Sinistra vem sendo orquestrada a meses pela família Kravinoff comandada pela Sasha Kravinoff, a esposa de Kraven que ninguém sabia que existia até alguns meses (Mas também... ninguém sabia que o Pai do Jameson ainda estava vivo e o velho não só voltou todo serelepe como ainda se casou com a Tia May...) ela inclusive, juntamente com Alyosha e Ana Kravinoff (os filhos do Kraven), foi a responsável pelo recente ataque massivo de super vilões clássicos (ao menos pra isso prestou) que o aracnídeo enfrentou nos últimos tempos. O objetivo da doida era cansar o herói para poder capturá-lo.


Mas todo vilão megalomaníaco não se contenta com pouco. Para o plano da filha da Xuxa funcionar só o Aranha não seria suficiente: Eles teriam que destruir todas as "aranhas" para que a macumba de trazer Kraven de volta desse certo. Entenda-se como "aranhas" todos os personagens que usam esse aracnídeo como símbolo. Entram na confusão, A Araña, A Garota Aranha e a Madame Teia além do Kaine, o clone malucão do Peter que é inclusive o primeiro a ser espancado pelo bando. Na verdade ele foi usado pra atrair o verdadeiro Homem-Aranha pra festinha. E temos uma primeira vítima fatal: Mattie Franklin, a Garota (ou mulher? Sei lá mais) Aranha que é sacrificada...e pra quê? pra trazer Vladimir Kravinoff,o Caçador Sinistro de volta à vida (Sim, porque já tinha poucos personagens nessa zona né?).


E o pior é que o coitado volta com uma forma de...Leão...tá certo que o rabinho de cavalo que o cara usava não lhe dava muita credibilidade mas peraí! tudo tem um limite... Ele ficou parecendo o próprio Kraven da Série Spectacular Spider Man(que aliás é um dos únicos defeitos dessa série maravilhosa e sobre a qual eu deveria estar escrevendo... ao menos não precisaria ter sal de frutas aqui na mesa do PC. Mas vamos lá..foco! De volta á zona sinistra).

A ressurreição de Vladimir foi apenas um teste.Sabe como é...pra saber se tava tudo funcionando bem, se as pilhas estavam no lugar...A verdadeira Caçada iria começar pra valer agora(E tem quem reclame de Dragon Ball Z).

Dando uma acelerada nos acontecimentos pra isso não ficar mais chato do que já está: Peter é visitado por um ensanguentado Kaine e finalmente fica sabendo que tem um alvo nas costas e que, por causa disso, outros estão morrendo feito...aranhas. Ele ainda encontra tempo pra ser visitado por um putrefato Ezekiel que não deixou que uma coisinha insignificante como o fato de estar morto impedisse que ele também participasse da história.

Quando o Aranha sai de seu apartamento ele se encontra com Júlia Carpenter a Arachne que estava sendo atacada pelo Alyosha (Que nomezinho heim? Mas com um Pai chamado Sergei esperavam o que?). Briga aqui.Porrada ali e temos mais uma personagem nessa história tão vazia.

Ao chegar no cemitério, O Aranha descobre que o Ezekiel era na verdade o Camaleão disfarçado(Ei! faltava ele no dramalhão familiar da qual,bem ou mal ele também faz parte) e finalmente é capturado.


Mesmo resistindo ao máximo o Aranha cai e acaba sacrificado!Com isso finalmente Kraven,o Caçador está de volta à vida. Mas...

Logo fica evidente de que algo não está muito certo e eles descobrem que o Aranha morto era o Kaine disfarçado. Pra não deixar as coisas pela Metade, e provando que mesmo uma bagunça de roteiro precisa ter um fim, eles resolvem atrair o verdadeiro Homem-Aranha para a batalha final. Deixando o defunto do Kaine como isca, e um uniforme Negro de brinde, Kraven convida o Aracnídeo pro embate mano a mano: Só presa e Caçador. Meio revoltado com tudo isso(ei! se quem está lendo já ficou revoltado imagine quem está participando da confusão) ele troca de roupa e decide aceitar o desafio.


Depois de pegar cada um da família Kravinoff,o Homem-Aranha chega ao "chefão" do jogo e enfrenta Kraven. Nesse meio tempo, a Madame Teia Morre e passa seus poderes pra Julia. Enquanto a Araña enfrenta a Ana, a porrada entre o Aranha e o Kraven rola solta.

A batalha é dura mas o Aracnídeo se sai melhor (Claro) e quando estava prestes a mandar o Caçador de volta pro túmulo , é impedido pela Julia, a nova Madame Teia (é..eu sei...eu já me perdi também) que faz o herói recuperar o bom senso e deixar Kraven ir. Humilhado por não ter conseguido morrer com honra, o Caçador leva toda sua Patota para os confins da Terra Selvagem. Lá, Mata Sasha e Vladimir e manda Alyosha e Ana disputarem até a morte quem mereceria continuar sendo um Kravinoff. (Em brigas de família ninguém mete a colher)


De volta aos heróis, é momento de velar os mortos e se preparar para perigos que ainda virão.Já que os desafios a que o Homem-Aranha precisa enfrentar (ao contrário da nossa paciência) não tem limites.


Mas no geral, pra que serviu a tal Caçada Sinistra? Vejamos: Jogar no lixo um dos finais mais memoráveis das histórias aracnídeas e deixar uma tonelada de personagens mortos que, com certeza serão ressuscitados muito em breve em alguma mega saga (aliás, o Kaine nem esfriou e já voltou no fim da edição mesmo).

Como positivo, a única coisa que posso destacar é a personalidade do Kraven. O Caçador ficou visivelmente contrariado por ter tido sua morte honrosa (aos olhos dele) estragada por um bando de incompetentes (Substitua o Kraven pelos leitores e o bando de incompetentes... bom, pelo bando de roteiristas incompetentes e terão uma metáfora ao mundo real) e tentou novamente morrer pelas mãos do único que ele julgava digno de tal ato. Algo que com certeza é compatível com seu caráter.

Outra coisa de que não posso falar mal é do desenho. Não dá pra negar que, mesmo uma droga, a história tem um clima sombrio e os desenhos combinam com esse clima.

E pensar que o Roteirista Joe Kelly teve a pachorra de dedicar essa história a J. M. De Matteis e Mike Zeck,autores de A última caçada de Kraven. É o mesmo que dizer: "Aê! sacaneei com sua história otários!"


Já tem um tempo que as noticias do que vem saindo lá nos EUA não têm me agradado (Temos um ano de atraso na publicação das histórias). Some a isso o caso do Lagarto da última edição e agora, isso com o Kraven me fizeram ver que as histórias do Aranha não recuperaram o fôlego perdido.Por isso,após tentar uma volta desde a edição 113, essa edição 120 é a última revista mensal dele que comprarei por enquanto.Se no futuro eu ver que vale a pena dar outra chance eu comprarei de novo. Mas por hora ficarei apenas com edições especiais e que não tenham a ver com a cronologia. Prefiro manter na memória coisas como a última caçada do que essa coisa ...sinistra.


Mas claro que não desisto do personagem e como já comentei,esse ano o Aranha completa 50 anos e muitos outros posts sobre ele virão. Claro que posts de coisa boa. Porque é isso que o personagem merece.

Pra encerrar, caso alguém ainda se interesse em ir atrás,os eventos narrados neste post foram publicados nas edições 119 e 120 do Homem-Aranha da Panini. E aqui vale o registro de que a edição 120 marca os 10 anos da editora à frente dos quadrinhos de heróis no Brasil. Apesar de algumas mancadas ela vem fazendo um excelente trabalho. Ao menos a culpa dos roteiros medíocres não é dela.

4 comentários:

Corto de Malta disse...

Eu não acredito que o Vladimir ressuscitou (como um leão!) só pra morrer de novo. É o mais bucha de uma família de buchas!

HIAHAHUAHUAHAHAHAHA!!!!!!!!!

Mais bucha do que ele só o Ezekiel mesmo, mereceu virar "massa de manobra" do Camaleão, perto dele o Kaine é um grande personagem.

Quanto ao Kraven, até estranhei ele demorar tanto pra voltar, mas de fato a saga foi bem tosquinha e ele matar toda a família no final é o cúmulo da tosqueira, só mostra que eles realmente não serviram pra nada.

Macgaren disse...

Eu ainda prefiro o Vladiir do que o Alyosha...ele pelo menos rendeu alguns combates como Caçador Sinistro..já o Alyosha....virou Playboy

Super disse...

Eu parei de ler aranha desde aquela coisa da Gwen Stacy gravida do Duende Verde (o que foi aquilo Meu Deus?) e pelo visto não perdi muita coisa.

Obs: Putz, tinha comentado no post errado!

Renver disse...

Vamos fazer uma vaquinha comprar osdireitos autoraisdo HA.

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.