quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O ex-novo antigo Duende Macabro, o ex-antigo novo Duende Verde e as eternas confusões da Marvel

por
Corto de Malta



Meu amigo da Comunidade do Homem-Aranha no Orkut , Evandro Antônio, passou essa notícia, envolvendo um novo Duende Macabro, um dos personagens mais confusos da cronologia do Homem-Aranha. Se não quiser ver SPOILER não continue lendo.

Tudo ocorre no início do novo arco, Big Time, no qual a Marvel promete mais um grande golpe publicitário uma grande revolução na vida do Homem-Aranha. Então em Amazing Spider-Man  #649, com roteiro de Dan Slott e arte de Humbero Ramos, Roderick Kingsley (o Duende Macabro original) volta a Nova York após um longo retiro no Caribe e invade um esconderijo do Duende Verde/Norman Osborn, a mando do Rei do Crime.

O objetivo de Kinsgley é se apoderar de uma espada flamejante que corta qualquer coisa, enquanto Norman está preso. Porém, lá ele encontra Phillipe Urich, sobrinho do jornalista do Clarím Ben Urich e ex-quarto (!) Duende Verde, que sofreu um colapso e ficou louco.

O Duende Macabro pega Phill pelo pescoço e vai matá-lo quando é surpreendido por um aparelho sônico da máscara do Duende Verde. Aproveitando que seu inimigo está atordoado, Phill pega a tal espada flamejante que corta qualquer coisa e CORTA A CABEÇA DE RODERICK KINGSLEY!


Após isso, ele se apodera do uniforme do recém-falecido, dos equipamentos de Osborn... e se torna o terceiro Duende Macabro! Sim, vc leu certo: o quarto Duende Verde se tornou o terceiro Duende Macabro!

A quantidade de elemento idiotas numa mesma história surpreende, até mesmo pros padrões atuais de bizarrices nas HQs do Homem-Aranha:
1 - Transformaram Phill Urich, um dos únicos pesonagens que usou a identidade de Duende para ser um herói, em mais um psicopata.
2 - De onde saiu essa espada-flamejante-que-corta-tudo? Da camponesa-simples-e-de-nobre-coração-que vai-todos-os-dias-ao-bosque-recolher-lenha?
3 - Mataram Roderick Kingsley da forma mais esdrúxula possível. Tá certo que muita gente dentro da Marvel não gostava dele, mas isso é fruto de uma disputa interna envolvendo o roteirista Roger Stern.

Stern criou o Duende Macabro como um vilão misterioso que roubava o equipamento do Duende Verde e criava uma nova identidade pra si. Ele sempre teve em mente que Roderick Kingley era o homem por trás da máscara, mas deixou o título antes de revelar isso.

No entanto, outro roteirista, Tom de Falco, revelou que o Duende Macabro era Ned Leeds na mesma história em que o personagem é assassinado pelos homens do Estrangeiro, a mando do Rei do Crime. Claro que o público não sabia de nada disso e achava que ele sempre foi o Leeds. Depois disso um outro vilão, Jason Philip Macendale, que era o Halloween, usurpou a identidade de Duende Macabro pra si.

Anos depois, com Roger Stern de volta as HQs do Aranha, o segundo Duende Macabro foi preso e prometeu revelar toda a verdade. Roderick Kingsley saiu do seu esconderijo e matou Macendale, reassumindo sua antiga identidade até acabar sendo enfim descoberto pelo Homem-Aranha.

Na época todo mundo foi contra, mas o fato é que não fazia sentido Ned Leeds ser assassinado por meros capangas se ele tinha tomado a fórmula do Duende. Mesmo com a revelação polêmica, Kingsley já estava estabelecido como Duende Macabro a anos. Inclusive, se perguntarem pra mim, Duende é o Norman. Ponto. Nem o Harry eu engulo como Duende pra valer.
Resumindo: um erro não justifica o outro.

Matar o Kingsley assim foi um lance bizarro em mais uma sucessão de bizarrices que vem acontecendo no gibi do herói aracnídeo desde que Joe Quesada assumiu como editor-chefe da Marvel (filhos da Gwen com o Norman, pacto com Mephisto pra apagar o casamento com a Mary Jane, ressurreição do Harry etc.).

Se em Big Time o escritor Dan Slott (que até que vem criando umas histórias boas nessa fase turbulenta do personagem) quer realmente criar uma grande história com o personagem, não começou bem.

Tanto que rolou um bate-boca em um fórum nos EUA, quando um fã disse que para Slott a revista era só mais um cheque. O autor, então, enumerou todo o processo difícil que era escrever as HQs doente, dos outros trabalhos mais bem remunerados que recusara para trabalhar em Amazing Spider-Man... e mandou o fã se foder.

Lógico que apagaram essa mensagem do fórum, mas o estrago já estava feito. Será que dessa vez o Homem-Aranha consegue salvar a pátria? Talvez, afinal agora em Big Time o personagem estreou o seu novo uniforme, que é um combinação dos dois mais feios que ele já teve (o negro e a armadura high tech) somado a um design peculiar entre as pernas, que nos remete a uma curiosa imagem da anatomia feminina.

6 comentários:

Renver disse...

Coitado do Homem Aranha...

tempos difíceis!!!!

Renver disse...

se eu tivesse dinheiro comprava os direitos autorais dele, pra ninguem mais ficar zoado coma imagem do amigão da vizinhança!!!!

Macgaren disse...

Como eu também não tenho dinnheiro prefiro pensar que o aranha morreu no fim da saga do Clone..o que ficou por aí foi um clone defeituoso

Fernando disse...

Não foi o Peter David que escreveu a história do Duende Ned?

Corto Maltese disse...

Fernando, pode ser que tenha tido mais de um roteirista já que a história corria por mais de uma revista do personagem.

Mas me lembro que o Tom de Falco foi o principal roteirista na Era do Uniforme Negro e foi ele quem substituiu o Roger Stern na revista principal, Amazing Spider-Man.

Renver disse...

Duende Macabro sinônimo de quizumba!!!

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.