segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Hercule Poirot: A Série

por
Macgaren

Eis um post que eu estava querendo fazer a muito tempo pois, como vocês sabem, sou fã de Agatha Christie e principalmente do Poirot. Aproveitando a estréia de novos (e últimos) episódios deste seriado, acho que chegou o momento. Me acompanhem pelas aventuras de Hercule Poirot e suas pequenas células cinzentas.


Adaptações da obra de Agatha Christie não são exatamente uma novidade. “The Passing of Mr. Quin”, a primeira delas, data de 1928. Já em 1931 temos o filme “Alibi” baseado no livro “O Assassinato de Roger Ackroyd” onde o ator Austin Trevor se torna o primeiro a dar vida a Hercule Poirot. Conforme os anos passam, mais e mais obras da escritora vão ganhando vida no Cinema e Tv. Poirot em específico ganhou vida através de Tony Randall em The Alphabet Killer (Os Crimes ABC) de 1965, Albert Finney em Assassinato no Expresso do Oriente de 1975 e Peter Ustinov em 6 filmes lançados entre 1978 e 1988 e finalmente Alfred Molina também em uma versão de Assassinato no Expresso do Oriente lançado em 2001.



Mas foi em Janeiro de 1989 que estrearia a, na minha humilde opinião, versão definitiva de Hercule Poirot: David Suchet começou a interpretar o detetive Belga no seriado “Agatha Christie’s Poirot”.

Produzido pela London Weekend Television (LWT) o seriado começou com episódios de 50 minutos adaptando os vários contos escritos pela Dama do Crime e estrelados pelo Poirot. O episódio de estréia foi “A Aventura da Cozinheira de Clapham” que faz parte da coletânea “Os Primeiros Casos de Poirot”. A partir da segunda temporada começamos a ter episódios duplos para as adaptações dos romances completos. O Primeiro deles foi “A Casa do Penhasco”, episódios que abriam a segunda temporada. Curiosamente “O Misterioso Caso de Styles”, história de estréia de Poirot  (E primeiro livro escrito por Agatha Christie) só ganharia as telas na terceira temporada.



Foi a partir de 1995 na Sexta temporada quando os contos já haviam sido todos adaptados, que o seriado deixou de ser um seriado propriamente dito e passou a ser exibido na forma de filmes para a Tv. O primeiro no novo formato foi “O Natal de Poirot”.

Após 4 filmes (Dois em 95 e dois em 96) a série entrou em hiato e só teria novos episódios a partir de 2000. Na verdade, a LWT parou de produzir o seriado que acabou sendo “adotado” pela A&E Television Networks. A nova emissora produziu e exibiu 12 filmes entre 2000 e 2006. Depois disso temos mais uma mudança de “casa”: O seriado agora ficou a cargo da ITV, que é a produtora até hoje.


Pra mim, o que torna a série especial é a caracterização do Poirot. David Suchet é praticamente a transposição da imagem que eu tinha do Detetive quando lia os livros. Os trejeitos, modo de falar, agir, enfim, toda a construção do personagem feita pelo ator é perfeita.

Mas não é só o Poirot que faz o seriado ter qualidade afinal, em torno do detetive há um “núcleo” de personagens que estão tão bem caracterizados quanto o próprio Poirot. Hugh Fraser como Capitão Hastings, o “Dr. Watson” de Poirot. Philip Jackson como o Inspetor de Polícia Japp (Aqui cabe uma curiosidade: Em “Treze à mesa”, um dos já citados filmes estrelados pelo Peter Ustinov lá na década de 80, Japp foi interpretado por… David Suchet). Pauline Moran como a secretária Mrs. Lemon e mais recentemente a Zoë Wanamaker como Ariadne Oliver, a escritora e amiga de Poirot (E considerada uma brincadeira de Agatha Christie com ela mesma) .

No geral, tudo relacionado à série é feito com cuidado, o que fica nítido no produto final: Cenários, figurinos, reprodução da época em que as histórias se passam. Todas as produções que passaram pela série ao longo desses anos todos mantiveram a qualidade no nível que tanto a Agatha quanto o Poirot merecem.


Como falei lá no início do post, a série finalmente se aproxima de seu fim. O primeiro dos 5 filmes que fazem parte da 13ª temporada já foi exibido no Reino Unido. Os outros foram ao ar ainda esse ano, quando a série completa 25 anos, fechando com o “Cai o Pano” - que será exibido nesta quarta-feira, dia 13 de novembro - e cobrindo assim, toda a bibliografia do Poirot.

No Brasil foram lançadas apenas as duas primeiras temporadas do seriado em DVD mas todos os outros episódios já foram exibidos em vários canais a cabo. Quem gosta dos livros e não conhece o seriado, aconselho fortemente assistir.

Ainda essa semana pretendo voltar ao tema por aqui falando de “Os Elefantes Não Esquecem” e demais episódios da 13ª temporada. Por enquanto, fiquem com alguns videos do seriado:




 Abertura original da série:




 Comercial da última temporada:

Um comentário:

Renver disse...

Que canal tá passando?

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.