quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Da Prensa: Tio Patinhas 580 por Macgaren

por
Macgaren


Tio Patinhas Contra Moby Dick.

Eu já comentei algumas vezes por aqui que dei uma parada com as revistas mensais Disney porque estava achando muito “mais do mesmo”. A edição de Outubro de Tio Patinhas inova ao trazer a “adaptação” do clássico Moby Dick.

Com quase 80 páginas a história ocupa praticamente toda a edição e traz o Tio Patinhas no papel do Capitão Quakhab, obcecado em capturar a baleia Moby Dick que, no passado engoliu a sua preciosa moedinha número um. Vários personagens Disney “interpretam” os diversos personagens da trama.




Com um misto de vergonha e tristeza preciso confessar que, apesar de conhecer a história, nunca li o livro nem vi nenhum filme de Moby Dick então não posso dizer se a história é bem retratada. Mas no fim, como é adaptação não faz muita diferença. Mas como história em si, ela é fenomenal.

O roteiro de Francesco Artibani é simplesmente fantástico: Com bom ritmo que faz a leitura passar tão rápido quanto uma Baleia em alto mar. É muito bom ver que ainda se produza histórias que tem como tema uma caça à Baleia. É a prova de que ainda existe esperança nesses tempos politicamente corretos, e a história é contada de uma forma que não ofenda nenhuma organização chata por aí (Se bem que no fim, alguém deve ficar ofendido já que tem chato pra tudo).  E esse fato é ainda mais louvável se levarmos em conta que é uma história infantil.


Queria dedicar um tempinho pra falar da arte do Paolo Mottura. Particularmente acho que o traço dele varia muito: Algumas vezes é bem feito mas outras ele cai pra uma coisa tão estilizada que dói nos olhos.

Felizmente Moby Dick se encaixa no primeiro caso. Os desenhos são espetaculares: cheio de detalhes e apesar de se passar em grande parte no Mar, os cenários são grandiosos e as cenas mais de ação tem um dinamismo que quase dá pra ver os desenhos se mexerem.

Some a isso uma colorização que dá um tom de “seriedade” que combina perfeitamente com a trama.
Pra fechar a edição, há um texto com algumas das baleias mais famosas da ficção (Faltou a Baloon de One Piece mas está valendo).



Só uma pena que a Abril tenha optado por publicar Moby Dick na revista mensal.  Uma história com essa qualidade mereceria um formato americano. E quando lembramos que há alguns meses a Editora lançou uma edição em formato americano com histórias mequetrefes de futebol, fico ainda mais incomodado que Moby Dick tenha sido relegada ao formatinho.

Enfim: Moby Dick é uma ótima história que sai do lugar comum que as mensais Disney haviam caído. Uma pequena obra prima para os apreciadores de uma boa história.

Tio Patinhas tem 80 páginas e custa R$4,95 . Preciso dizer que é altamente recomendada?


Clique aqui e leia a resenha do livro Moby Dick feita pelo Renver.

2 comentários:

Renver disse...

Acho que vou comprar...

Traço lindo mesmo...

Eu já li o livro e nele a caça as baleias é narrada de forma crua mesmo... mas engraçado que ao mesmo tempo o autor enaltece as baleias de uma forma muito bonita.

Renver disse...

http://blogclimax.blogspot.com.br/search?q=moby+dick

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.