terça-feira, 12 de novembro de 2013

Climatinê: Poirot - Última Temporada - Parte 1 por Macgaren

por
Macgaren
 

Como falei no post sobre o seriado do Poirot , os últimos episódios finalmente começariam a ser exibidos pela ITV. O primeiro deles foi “Elephants can remember (Os Elefantes Não Esquecem, no título nacional)” e como prometido no já citado post anterior, vamos ao review (Sem Spoiler).


 Anos atrás, um casal é encontrado morto junto à arma do crime. As investigações chegam á conclusão que se tratou de um crime passional seguido de suicídio. Hoje (na época da história, é lógico) a filha daquele casal vai se casar e a mãe do noivo chega para Ariadne Oliver com uma curiosa pergunta: “Mas foi o marido que matou a esposa ou o contrário?”. Com a curiosidade aguçada, a Madame Oliver apela para seu amigo Hercule Poirot e ambos partem para tentar descobrir a resposta da única maneira que podem: Entrevistar os amigos e empregados que estavam na casa na época do crime, apelidados de “Elefantes”, pois a esperança é que eles ainda lembrem de detalhes que podem ter passado despercebido na época do crime.



Devo começar dizendo que apesar de gostar das histórias em que o Poirot precisa resolver um crime acontecido anos atrás, Os Elefantes Não Esquecem não é dos meus preferidos. Tenho de parar pra pensar mas acho que ele não entra nem no meu top 10. Do estilo, prefiro por exemplo o “Cinco Porquinhos”.

Mas falando do episódio em si: Como já é praxe, é uma bela adaptação do livro: Sem inventar muito. Se bem que nessa história, criam uma trama paralela. Um assassinato que não existe no livro.  Mas isso acaba não influenciando na história principal e conseguem encaixar sem mexer nos motivos e resoluções do caso principal. E dá pra entender a adição desse caso já que o livro é, em grande parte da Madame Oliver. É ela quem sai entrevistando os “elefantes” e aqui, precisavam colocar mais o Poirot na história. É como fizeram em “Um Gato Entre os Pombos” onde no livro, o Poirot só aparece depois da metade da história e no episódio, encaixaram ele desde o início.



Falar dos personagens seria chover no molhado em algo que eu já falei várias vezes por aqui: David Suchet nasceu pra viver o Poirot. Ele encarnou o personagem de um jeito que já prevejo olhos suando quando a série acabar ano que vem.

A Zoë Wanamaker também continua bem com sua Ariadne Oliver. Apesar de achar que a personagem não tem tanto carisma quanto a dos livros. Quanto aos outros personagens, achei boa a escolha de elenco. Apesar de não ter nenhuma atuação que se sobressaia, também não prejudicam.

Outra coisa que gosto na série são as locações e cenários. Quando os personagens estão viajando fora da cidade por exemplo, a paisagem é, normalmente belíssima. Assim como os casarões que “participam” da história. Aliás, ponto pra produção pela reprodução de época as histórias.



Finalizando, Os Elefantes Não Esquecem é mais um ótimo episódio dessa série que, faltando agora apenas um episódio para o fim, já começa a deixar saudades.
Na Segunda parte: Os Quatro Grandes, A Extravagância do Morto e Os Trabalhos de Hércules.


Um comentário:

Renver disse...

Se tiver o caso dos "10 afro descendentes" eu vejo.

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.