quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Climatinê: Teen Wolf

por
L

Do filme homônimo sobraram apenas lobisomens e os nomes de alguns personagens.


Na verdade eu deveria ter feito essa crítica ontem que foi a estréia do seriado no canal Sony Spin (o incrível canal que consegue juntar seriados americanos, animes japoneses e filmes) de Teen Wolf, exibido originalmente pela MTV norte-americana. Meu erro, e se você assistiu a isso, pode me culpar.

Recordando, Teen Wolf é um filme de 1985 estrelado por Michael J. Fox e que no Brasil recebeu o oportunista título de “O Garoto do Futuro” (afinal, o filme é com aquele garoto que fez “De volta para o futuro”... Sacaram? Tudo a ver né? Ou talvez os tradutores pensassem que no futuro os adolescentes seriam lobisomens). O filme contava como Scott Howart (Michael J. Fox) passava por mudanças estranhas, até descobrir que era um lobisomem, assim como seu pai. Mas em vez de sair caçando a noite nas florestas, ele se aproveitava de suas novas habilidades para se tornar o astro do time de basquete e conquistar a garota mais popular do colégio. E incrivelmente todos os alunos da escola achavam o máximo! Ah, esses anos 80 que não voltam mais!

Voltando aos tempos atuais, a MTV deve ter visto o potencial que os seres sobrenaturais tem tido em seriados como True Blood e Vampire Diaries (mas nestes casos, vampiros) e resolveu fazer uma versão misturando Garotos Perdidos com Romeu e Julieta. Some-se a isso os rejeitados de Crepúsculo (Tyler Posey, o Scott do seriado, quase foi o lobisomem Jacob e Tyler Hoechlin, o lobisomem Dereck perdeu para Robert Pattinson) e teremos Teen Wolf versão 2011.

Do filme de 1985 pouca coisa é aproveitada. Se o filme era uma comédia beeemmmm despretensiosa, aqui o riso é pouco e foca-se mais no romance entre Scott e Allison Argent (“argent” = prata, que criativo) com alguns momentos mais sombrios. Sai o basquete, entra o lacrosse. No filme, Scott vira um lobisomem por hereditariedade. Aqui ele é mordido por um lobisomem no primeiro episódio.

Sobre o seriado, posso dizer que os primeiros capítulos são bem chatinhos, focados basicamente no romance de Scott com a lindinha Allison (Crystal Reed). Tudo seria perfeito, não fosse o fato de Scott virar um lobisomem e o pai da garota ser um caçador de lobisomens. Já sentiram o drama dos próximos capítulos né? Sem contar que o lobisomem que mordeu Scott quer de toda maneira que ele entre para o bando.

E assim vamos seguindo. O seriado é essa melação e só começa a ficar um pouquinho melhor lá pelo sétimo capítulo. Mas mesmo assim não espere grande coisa. Afinal, a série deve ser voltada mais para o público feminino, já que investe bem mais no romance do que na ação ou suspense.
  
Por sinal, a maquiagem e efeitos especiais são extremamente precários. O lobo alfa é feito em CG, então imagem uma movimentação bem artificial e multipliquem por 5. Isso sem contar que a maquiagem de Scott e Derek (o lobisomem que supostamente o mordeu e tenta ser uma espécie de guia) é digna de risos. Em uma briga entre os dois, imaginem uma luta entre Edinho Mostro e Wolverine e você terá uma idéia.

Não pode ser que apenas eu veja a semelhança!
Por fim, creio que o problema de Teen Wolf é justamente se focar no público adolescente demais. Não espere qualquer cena impactante ou assustadora, talvez para que os pimpolhos não tenham pesadelos a noite. Mas o ruim (mesmo para o seu público alvo) é a sensação de que todo o seriado se resolveu nos primeiros 20 minutos do capítulo inicial e todo o resto é uma enrolação sem fim. Se quiser ver histórias de lobisomens, veja “Bala de Prata”, “Grito de Horror” ou “Um lobisomem americano em Londres”.

9 comentários:

FabianoCaldeira. disse...

Bom dia! Eu nem perco meu tempo assistindo aos seriados do canal SONY. Ainda mais esse que, pelas suas palavras, não é lá essas coisas. Quem vai gostar? Esse publicozinho de Crepúsculo, talvez.
Como você mesmo citou, filmes bons de lobisomens são "Bala de Prata", "Grito de Horror", "Um Lobisomen Americano em Londres" e ainda acrescento "Um Lobisomen Americano em Paris" e um outro mais recente com Cristina Ricci, mas é uma pena que esqueci o nome.

Assisti ao filme "O Lobisomen" (remake) esses dias e fiquei muito chateado porque não achei graça alguma.

Bela postagem.

Abraços. FabianoCaldeira.

Corto Blog Maltese disse...

Nossa Fabiano, essa da Cristina Ricci é o Amaldiçoados? Esse filme é horroroso. A pior coisa que o Wes Craven fez na vida. rs

FabianoCaldeira. disse...

Oi. Eu acho que é esse filme, mesmo. Reconheço que perto dos clássicos ele não é lá grande coisa, mas se pegarmos para ver esses seriados idiotas e aquele remake esdrúxulo de "O LOBISOMEN", esse da Cristina até que é um bom filme.

Ela e o irmão são vítimas da maldição do lobisomen e a transformação é inevitável. O que estraga um pouco é aquela correria dos teens achando que são os bons e expondo toda a sua futilidade de interesses, mas, tirando esse ponto, achei o filme bem legal.

Há todo um drama entre os irmãos por causa do lobisomen e o bichão realmente dá medo.

Mas, talvez, eu tenha gostado mais pela Cristina. Sou fã dela, então, sou suspeito.

Mas, falando em Cristina Ricci, ela fez um filme até de certa forma recente intitulado "Além.da.vida" que é muito bom. Fica aí a sugestão para vocês falarem a respeito. Já falei dele no meu blog.

Abraços. FabianoCaldeira.

FabianoCaldeira. disse...

Ah, essa série passou hoje na TV Bobinho e realmente é patética, aliás, é um insulto ao universo dos lobisomens. rsrsrs...

Macgaren disse...

Podia ser pior: Podia mostrar um Lobisomem brigando com um vampiro purpirinado...

E eu adoro esse novo filme do Lobisomem com o Benício Del Toro \o/

Corto Blog Maltese disse...

Fabiano, esse filme que vc falou foi planejado pra ter sido uma metáfora a AIDS (por isso o "Amaldiçoados"), mas no meio do caminho mudaram de idéia e o filme acaba com umas coisas nada a ver como o valentão se revelando um gay apaixonado pelo irmão da Cristina Ricci ou aquela lobisomem mostrando o dedo do meio.
Talvez eu até faça um post sobre isso um dia... kkkk

Alê disse...

Confesso que acho tão sem noção esperar horror de um seriado desses quanto dizer que vampiro não bilha no sol. Mais que isso, acho limitado.

Não estou dizendo que você fez isso, pelo contrário, ressaltou que o público alvo é outro. Ainda sim, ao se referir a um boa trama de lobisomem se limitou a exemplos mais aterrorizadores.

Confesso que tinha curiosidade por esse e o seriado Diários de um Vampiro porque acreditei que a pouca duração dos episódios seriam menos enfadonhos que os longas da saga Crepúsculo.

Pelo visto me enganei. Bem, ao menos no que tange o lobisomem desportista. Enfim, acho que a resenha deveria ser mais focada nesse sentido, citando um pouco mais os pontos fracos referente ao público alvo ao qual foi destinado.

Em tempo, O Garoto do Futuro já mudou de nome ao ser reprisado na Record. Agora se chama O Garoto Lobisomem. Bem mais apropriado, não?

L disse...

Alê:
Não critico tanto o fato do filme ser voltado para um público mais jovem e que espera mais um romance. Afinal, terror adolescente sempre existe e sempre existiu. E nós também já gostamos de tosqueiras que eram boas para nós, e ruins para outros.
O que critico é o modo como o seriado se conforma em ser apenas uma cópia de tantos outros por aí e não querer deixar sua marca, por mais tosca que seja, como o Corto disse, o lobisomem mostrando o dedo do meio (tosco, mas uma tentativa ao menos). É uma história de lobisomens, mas não faria diferença se ele fosse um vampiro, recebesse o espírito de um assassino, virasse um zumbi, etc...
E também como eu falei, nada contra priorizar os relacionamentos dos adolescentes... Mas tudo se resolve rápido demais. Scott ganha poderes, se dá bem com a menina que gosta, passa a ser um prodígio dos esportes, etc. Tudo isso em 20 minutos. Até em Homem-Aranha, que era um filme, a coisa levou mais tempo.
É esse desenvolvimento rápido da história que faz com que várias cenas não tenham muita utilidade no desenrolar da trama. É isso

Anônimo disse...

pow o filme Amaldiçoados e muito e loko.pow
o melhor filme de terror que eu assistie.
obrigado pelo nome
eu nao lembrava^^

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.