sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Da Prensa: Donald Vs. Silva por Macgaren

por
Macgaren

Donald e Silva estão completando 70 anos de confusões e porradaria entre vizinhos e, pra comemorar, a Editora Abril resolveu lançar uma edição “especial” reunindo 4 histórias inéditas da dupla de brigões.



70 anos de uma (nada) boa vizinhança...

Todo mundo deve ter aquele vizinho chato com o qual não vamos com a cara e, volta e meia, a vontade que dá é de sair na porrada com ele.

Posso estar errado (o que é comum de acontecer, diga-se de passagem) mas quando penso nessa situação , não consigo lembrar de outros personagens que a ilustram tão bem quanto o Donald e o Silva. Ok. Até há alguns personagens horríveis para se ter de vizinho como o Pica-Pau e o Pernalonga mas Donald e Silva já protagonizaram diversas brigas épicas a ponto de quase colocar a cidade abaixo (as casas dos dois vivem literalmente indo pro chão).
E o “legal” é que não dá pra dizer quem está certo já que ambos fazem questão de provocar o outro sem razão.



Silva foi criado em 1943 pelo Mestre Carl Barks apenas como coadjuvante na história Donald e seu “bom” vizinho (Curiosamente, apesar de ser a história de origem do personagem, o roteiro diz que ambos já eram vizinhos há algum tempo). Posteriormente, Barks revelaria que não gostava de usá-lo muito pois achava que as piadas que poderiam advir da briga de vizinhos muito limitadas. Tanto que ele o usou em poucas histórias. Foi pelas mãos de outros artistas que a dupla ganhou suas histórias mais memoráveis.

Uma curiosidade: Apesar de “Donald e seu Bom Vizinho” que foi publicada em Novembro de 1943 ser considerada oficialmente a primeira aparição do Silva, alguns meses antes (Em Fevereiro, pra ser mais preciso) temos a história “Piloto Sem Querer” que começa com o Donald às voltas com um vizinho chamado Jones (o nome original do Silva). Mas além de aparecer em apenas um quadrinho (imagem abaixo) esse “Silva” depois daria lugar ao personagem que ficou conhecido.


O Silva "protótipo"


Puxando pela memória (e contando com a ajuda do Inducks pra lembrar dos títulos porque ninguém é de ferro) a primeira história Donald X Silva  que tenho lembrança de ter lido foi Fim de Semana com o vizinho. De lá pra cá, já vi muito sopapo, quacks, socos,  e um infindável número de maneiras de “Como fazer seu vizinho sofrer” e a lista de boas histórias entre eles literalmente não caberia aqui mas quero citar duas: A primeira é A disputa de aeromodelos  que é do tipo em que a briga dos dois quase destrói a cidade. E “O mistério de José Constantino” na qual o Tio Patinhas tenta se aproveitar da rivalidade dos dois Vizinhos pra lucrar. Aqui vale citar que Carl Barks novamente mudou levemente o visual do Silva. Mas nada tão drástico como da vez anterior.

Antes de partir pra comentar a edição “especial” de Donald X Silva, vale citar que nos desenhos, quem faz as vezes do Silva como o vizinho encrenqueiro do Donald é o Bafo de Onça como pode ser conferido aqui .

"O Mistério de José Constantino" e um Silva 3?

Agora, sobre a edição lançada pela Abril:

Lá no começo coloquei “Especial” entre aspas porque a única coisa que essa edição tem de especial é o nome. A Abril está fazendo um bom trabalho com os especiais mensais que vem lançando (Sim. Já os elogiei muitas vezes por aqui) mas fora deles já não dá pra dizer o mesmo. No post sobre a edição do Tio Patinhas contra Moby Dick eu
mimimizeicomentei sobre o fato daquela história merecer uma edição mais especial do que ser relegada a apenas uma mensal comum.

E novamente a crítica se repete. Ok. Tenho de ser justo: a edição veio com um papel de melhor qualidade que o usado nas revistas mensais. Maaaaas… Acho que uma edição comemorativa como essa merecia ao menos estrelar um dos especiais de 300 páginas. Só 50 páginas é muito pouco.


Primeira aparição do Silva


E falando das histórias, elas nem de longe representam os 70 anos dos dois personagens. Das 4, somente 2 ( Guerra na Rua dos Patos e S.O.S Decoração) tem o verdadeiro espírito das boas brigas de vizinhos de antigamente: Tem uma briga que começa sem motivo e vai crescendo. Crescendo até terminar do jeito mais clássico (não vou contar, é lógico). As outras duas (“Quebrando o gelo” e  ”Defeitos perfeitos” são totalmente dispensáveis. Ao menos os desenhos das duas (Vicar e Francisco Rodriguez Peinado, respectivamente) são muito bons.

Enfim. Apesar da edição “marromêno” , vale pela lembrança que as histórias do Donald Vs Silva sempre proporcionaram. E agora, que venham as edições comemorativas (Essas sim em 300 páginas) de 50 anos  da Revista do Tio Patinhas.

Donald Vs Silva tem (só) 50 páginas e custa R$4,95.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários e críticas são bem vindos desde que acompanhados do devido bom senso.